internet-das-coisas-manutencao-de-computadores-cursos-on-line-ead-resolve-micro-sao-paulo

Entenda de uma vez por todas o que significa o termo do momento.

Internet das coisas é um termo bastante novo, porém, que vem sendo discutido e analisado há bastante tempo. A chamada internet das coisas tem como proposta fundamental conectar todos os itens que são usados no dia a dia à rede mundial de computadores. Além dos tradicionais smartphones e tablets, cada dia surgem mais equipamentos que podem ser conectados à web.

O objetivo da internet das coisas é justamente isso, conectar cada vez mais

os utensílios rotineiros à internet, e assim, termos ainda mais controle sobre tudo que nos rodeia.

Origem do termo

Conforme citado acima, o termo “Internet das coisas”, ainda é pouco conhecido, porém, a cada dia ganha mais espaço. No entanto, a ideia de conectar objetos já é considerada viável há bastante tempo. Já em 1991, quando a conexão TCP/IP e a internet, como a conhecmos hoje, começaram a ganhar força, Bill Joy, cofundador da Sun Microsystems (criadora do Java e outros softwares), já pensou sobre a possibilidade da conexão de Device para Device (D2D).

No entanto foi somente em 1999 que Kevin Ashton do MIT sugeriu o termo “Internet das coisas”. Dez anos após ele escreveu o artigo “A Coisa da Internet das Coisas” para o RFID Journal (leia, em inglês) aqui).

De acordo com Ashton, com a limitação do tempo e também da rotina fará com que as pessoas se conectem à internet a partir de outros modos. O especialista ainda acredita que será possível juntar dados de movimento do corpo humano com muito mais possibilidades de informações que do temos atualmente. A revolução, segundo Ashton, será maior do que o próprio desenvolvimento do mundo online atual.

E o futuro, como será?

Certamente, muitos de nós já paramos para pensar ou mesmo discutir como será o mundo daqui alguns anos. Filmes e animações futuristas nos dão uma ideia sobre tudo, mas será que estará mudado?

Em um futuro não muito distante, com a chamada Internet das coisas, a palavra de ordem será conectividade, ou seja, tudo estará ligado à internet. Dos aparelhos mais simples, aos mais complexos, o ponto central será a integração. Com isso, a partir de um simples toque será possível acionar qualquer eletrodoméstico em uma casa, por exemplo.

Além disso, as pessoas, através de dispositivos vestíveis, como os relógios inteligentes, poderão ter acesso a vários acontecimentos, com a chegada de um e-mail ou mesmo uma atualização em uma rede social, além claro, da tradicional hora.

Especialistas defendem que essa conexão entre objetos irá se tornar mais rápida do que imaginamos, e que em breve o mundo todo estará conectado.

Atualmente, muitos objetos já estão conectados, como carros, elevadores, geladeiras, óculos, entre outros. Com o passar dos dias, novas iniciativas surgem, e muitas empresas se propõe a deixar as coisas mais conectáveis e tornar real a internet das coisas.

Na CES 2015, que aconteceu semana passada, em Las Vegas, nos Estados Unidos o assunto de destaque não poderia ser outro, senão a IDC. Esta é a primeira vez que a feira oferece um espaço dedicado exclusivamente aos sensores conectados à internet.

Uma casa conectada é um bom exemplo do funcionamento da Internet das coisas, mas para que tudo ocorra de forma eficaz é necessário que todos os equipamentos estejam interligados. Assim, para conseguir abrir a porta da casa sem a necessidade da tradicional chave, e sim de um smartwatch, por exemplo, a fechadura também necessita estar conectada. Para que os ambientes da casa já estejam climatizados ao gosto do proprietário ao chega em casa é necessário que o GPS avise a casa que o dono está a caminho. O restante das coisas também precisa estar conectado, como iluminação, som, eletrodomésticos, hidromassagem que enche sozinha com a aproximação doc arro, entre outros equipamentos.

Privacidade

Uma das maiores preocupações sobre a popularização da Internet das coisas é sobre a privacidade, assunto que já assombra muitas empresas de tecnologia e também usuários. Com grande parte dos equipados conectados à web, o número de informações que passará pela rede será imensa, como horários de saída do trabalho, itinerário, códigos para abrir uma porta, tempo gasto em um determinado local, entre outras informações. Claro que as informações deverão estar criptografadas, mas mesmo assim, estarão circulando.

De acordo com um estudo de 2014 da Pew Research Center intitulado “A vida digital em 2025” traz à luz alguns problemas que podem surgir com a internet das coisas. “Será uma corrida entre os que têm boas intenções (para o uso da informação gerada pela internet das coisas) e os que têm más intenções”, disse Maurice Vergeer, um pesquisador em comunicação da Radboud University, na Holanda.

E aí, o que você acha? Tem medo do futuro ou acha que vai ser um grande barato? Conte para a gente nos nossos comentários, logo abaixo.

Com informações da Oficina da net

Precisa de mais ajuda?

Veja outras dicas no Blog da Resolve Micro.

Suporte Técnico para Micro e Pequenas Empresas

Sua empresa está pesquisando uma consultoria em instalação de redes, gerenciamento de redes, configuração de redes, instalação de servidores, configuração de servidores, assistência de informatica? A Resolve Micro Informática pode te assessorar nesta tarefa.

Pesquisas afirman que a terceirização de serviços e de infra-estrutura de Tecnologia de Informação (TI) é uma questão prática e importante que também tem sido empregada na rotina das pequenas e médias empresas.

  • FCP - Programa Fundamental Furukawa
  • Cisco - CCNA
  • ABNT
  • Windows 7 Resolve Micro
  • Notebook Dell Micro Dell Servidor Dell Resolve Micro manutenção Zona norte
  • Notebook HP Micro HP Servidor HP Resolve Micro manutenção Zona norte
  • Notebook Itautec Micro Itautec Servidor Itautec Resolve Micro manutenção Zona norte
  • Notebook Lenovo Micro Lenovo Servidor Lenovo Resolve Micro manutenção Zona norte
  • Notebook Sony Vaio Micro Sony Vaio Servidor Sony Vaio Resolve Micro manutenção Zona norte
  • Notebook Toshiba sti Micro Toshiba sti Servidor Toshiba sti Resolve Micro manutenção Zona norte
  • Notebook Samsung Micro Samsung Servidor Samsung Resolve Micro manutenção Zona norte
  • Notebook LG Micro LG Servidor LG Resolve Micro manutenção Zona norte

Marcas atendidas

Conserto de computadores e notebooks ItautecConserto de computadores e notebooks CompaqConserto de computadores e notebooks PhilcoConserto de computadores e notebooks IntelbrasConserto de computadores e notebooks LenovoConserto de computadores e notebooks GatewayConserto de computadores e notebooks MiraxConserto de computadores e notebooks LGConserto de computadores e notebooks IBMConserto de computadores e notebooks CCEConserto de computadores e notebooks KennexConserto de computadores  notebooks MegawareConserto de computadores e notebooks Positivo